Alienação Coletiva

Muitos de nós andam se perguntando: O que está acontecendo com o mundo?

Mas o mundo somos nós. Então o quê acontece conosco?

É fato que muitos de nós gostariam de mudar o pensamento das pessoas. E há os que tentam. São perspicazes no ato de manipular o pensar, o sentir e as atitudes. São mensagens subliminares, jogos marketeiros, planejamentos infinitos de publicidade para que pessoas desejem comprar e adquirir produtos e serviços.

Mas isso é uma grande e baita ilusão! Todos nós, NOS PERMITIMOS ser manipulados mesmo que de forma inconsciente, por que também de forma inconsciente temos ganhos com isso. Então, esse jogo interessante que a mídia faz tem reverberação por que muitas pessoas ainda gostam de brincar disso, e é só por isso. E tá tudo bem!

O que vemos por aí?

Fazendo uma retrospectiva sobre a nossa estada na Terra, não lembro nenhuma passagem áurea onde todos aqueles valores que pensamos existir - gentileza, educação, cordialidade e outros - tenham sobressaído em nosso comportamento, muito pelo contrário. Logo, como falar de paz e solidariedade se ignoramos isso?

Assuntos como violência, corrupção e degradação ambiental são os que mais sobressaem na sociedade atual, e sempre foram. Antigamente as comunidades assistiam a extermínios em praça pública, e os apoiava. Julgavam e davam o veredicto: morte.

Por sinal, estamos mais evoluídos. Hoje temos outras possibilidades: prisão, cadeira elétrica, morte induzida, fuzilamento, prisão perpétua e etc. Mas não há sinal da nossa clemência humana, nem da possibilidade de reabilitação de um ser humano. Estamos experimentando mais do mesmo.

Ainda existe a atração por tragédias. Notícias de assaltos, sequestros e mortes tem uma grande visibilidade e várias mídias sobrevivem dessa curiosidade humana mórbida.

Se forem publicadas no miolo de uma revista, um texto falando sobre consciência e responsabilidade e do outro lado um furo, uma fofoca quentíssima de uma celebridade, a fofoca receberá 80% de atenção.

É grande e inacreditável o nível de alienação, a fuga da realidade e com ela, a própria responsabilidade.

Mas em meio a isso tudo é preciso lembrar que uma pessoa desperta e consciente equivale a pelo menos 1000 pessoas teleguiadas mediante a  tamanha diferença vibracional que ela causa na realidade.

Diante disso, tiremos o foco de quem ainda quer viver no drama-da-vida-comum e voltemos para nossa auto-percepção e crescimento. Só é possível mudar a nós mesmos.

Comentários

Breno Peralta disse…
é como dizia o ilustre gandhi...
"Temos q nos tornas a mudança q queremos para o mundo"
Daya disse…
que bom que seus braços, mesmo curtos, te permitem continuar escrevendo e sua contestação de indagar: 'o que há?'
porque se perdermos a capacidade de pensar e levar as pessoas a refletirem vamos ser coniventes a inteligência coletiva e ao que é massificado!!!!!!
Jefferson disse…
É isso ai, muito bom seu texto, saiba, você não esta só, como existem milhares de pessoas zumbis, há tambem o outro lado , o nosso lado!