Postado por : Monik Ornellas

Há um etereótipo por trás da riqueza. Mas existem estereótipos para quase tudo. Uma de nossas qualidades enquanto humanos é olhar algo, conceituar e julgar. Atribuímos molduras à tudo, sempre com base no crivo pessoal.

Mas existem alguns estereótipos que são coletivos e pairam de forma subliminar ao nosso pensamento.

E é assim que acontece com a riqueza. Pessoas esnobes, metidas, frescas, madames, gastos com futilidades, são alguns dos itens atrelados quando se pensa em gente rica.

Como podemos desejar a riqueza, acreditando que pessoas com dinheiro são assim? Desejamos ser assim? Preste atenção nisso!

O dinheiro vive em nossos pensamentos como um lugar a ser alcançado, mas quem chega ou já nasce lá paga um preço alto.

Pessoas com dinheiro são quase vilões em nossa sociedade, e não importa se você enriqueceu trabalhando muito, tendo uma idéia genial, ganhando na loteria, herdando milhões ou roubando, se tem muito dinheiro e um carro do ano, seu papel de vilão está garantido na sociedade. Pessoas com dinheiro tem que pagar mais e errar menos.

Há uma grande diferença entre "ter dinheiro" e "ser rico". Ter dinheiro é bom, mas, ser rico é problema.

Desde a antiguidade reis e soberanos eram as figuras que detinham poder e dinheiro, estamos até hoje impregnados com essa imagem negativa da riqueza. Da mesma forma, era quase impossível obter dinheiro naquela época, ascender, coisa absurdamente diferente da sociedade que vivemos hoje, mas os conceitos ainda nos permeiam.

Dinheiro é simplesmente dinheiro, útil e extremamente necessário. É a graxa das engrenagens da nossa sociedade capitalista, ferramenta imprescindível da nossa vida moderna. Todos devem tê-lo, e é muito bom tê-lo!

Mas nós não somos dinheiro, e ele não nos substitui.

Quem é rico só tem dinheiro, não é um Deus do Olimpo, Ser de outro planeta, ou possui dons superiores aos nossos, é sim um ser humano comum como todos somos, passível de erros e acertos, com responsabilidades e necessidades como eu e você.

Ele - o dinheiro - pode melhorar o padrão de vida, mas nunca melhora quem a pessoa é, esse é um caminho que se trilha de forma diferente. Falta integridade em todas as classes. E, se não somos bons ou honestos enquanto pobres, não o seremos se ricos.

Seria muito bom se todos desmistificássemos o dinheiro, e permitíssimos que todos, inclusive nós o obtivéssemos. Porque no fundo não vemos o dinheiro com bons olhos, embora haja o desejo de obtê-lo. Contráditório, e por isso mesmo um caminho de pedras até ele.

Dinheiro está ligado a muito sacrifício, muito trabalho, e muitos acreditam que não nasceram para tê-lo. Porque não?

Outros vêem quem tem dinheiro, como se estes estivessem usurpando dinheiro de quem não têm, e isso só é uma verdade para aqueles que roubam, mas até quem não tem muito rouba em pequenas proporções.

Não é o dinheiro, nem quem o tem, e sim as pessoas! São nossos conceitos que dão molde a essa sociedade e como ela é. Só podemos chegar lá, seja lá onde for esse lugar que almejamos, se colocarmos abaixo todos esses muros que criamos.

One Response so far.

  1. Miguel says:

    Rotular é mesmo humano ...!

    Obrigado pela visita e parabéns palo teu espaço ...!

    Bjks da M&M & Cª!

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -