Postado por : Monik Ornellas

" Um samurai visitou um mestre zen e perguntou-lhe qual era adiferença entre céu e inferno. O mestre zen virou o rosto e disse que não tinha tempo a perder com um homem tolo. O samurai ficou enfurecido e sacou a espada para atacar o velho mestre. O mestre zen o fez parar e disse: Isso, Senhor, é o Inferno. No mesmo instante, o samurai reconheceu o poder e a sabedoria do velho. Ele embaixou a espada e curvou-se respeitosamente. E o mestre disse: Isso, Senhor, é o Céu."

Texto retirado do livro "O Amor não é um Jogo de Criança", Krishnananda.


Porquê é tão difícil aceitar quem é "diferente"? Porquê estamos sempre certos dentro da nossa visão tão limitada da vida?

Esse fim de semana escutei uma amiga falando que certa artista tinha dado uma entrevista dizendo que tinha 14 tatuagens no corpo. E o que escutei dela foi: - Que ridícula!

Será que ter tatuagens caracteriza alguém como bom ou ruim, honesto ou corrupto, certo ou errado, mocinho ou bandido? Quantos não tem tatuagens e não valem o prato que comem como pessoas?

Aumentando o espectro dos nossos julgamentos eu me pergunto: O que nos faz melhores ao ponto de julgar o outro?

Todos pensamos saber o que é certo ou errado, mas esse é um conhecimento que serve somente para nortear nossos próprios atos. Se, usássemos nosso crivo para julgar a nós mesmos, talvez não tivéssemos tempo para achatar o outro. E, sabendo disso, quem não erra? Quem não sente raiva? Quem ainda não se ressente? Sabendo e admitindo nossos erros, quem sabe, teríamos mais compreensão com o outro.

Acabamos usando esse discernimento pessoal como uma arma que vive apontada para os outros.

O exemplo da tatuagem é tão somente um, entre muitos estereótipos que desenvolvemos para qualificar as pessoas. E é de impressionar a pequenez de nossa mentalidade perante a vida. Tudo que pensamos hoje é fruto de milênios de crenças implantadas e, em momento algum nos perguntamos se algumas delas ainda são válidas ou não.

A maioria das regras que acreditamos serem morais, foram criadas para que a sociedade fosse guiada para propósitos outros. Mas hoje temos a oportunidade de pensar por nós mesmos, e ainda assim, poucos se questionam.

Sim, temos o Céu e o Inferno dentro de nós. E poderia dizer que o Céu se traduz na leveza, clareza e compaixão por nós e pelo outro, já o Inferno pode ser o chicote da nossa língua afiada, o olhar julgador e o dedo que aponta.

Não sabemos como o outro vive, não sabemos sua realidade, sua bagagem emocional e ainda assim rotulamos a tudo e a todos. Em contrapartida também somos rotulados e, ao menor deslize: CULPADO!

OBS.: Nada como um bom esclarecimento:
Egípcios, Incas, Maias, Índios, Astecas, Celtas, Ciganos, esses foram só alguns povos que usaram o ato de se tatuar como auto expressão. A tatuagem está ligada aos simbolismos. Em tempos remotos, guerreiros faziam tatuagens para exaltar seus dons e talentos. Outros em tributo ao seu Deus. Mais tarde foi largamente usada por piratas/ciganos, fazendo alusão a liberdade de pensamento, de ir e vir e fazer justiça com as próprias mãos. Alguns eram bons e altruístas, outros buscavam o enriquecimento próprio.

Todas as pessoas que não seguiam as regras da sociedade eram tidas como escória. A maioria tinha tatuagens. A tatuagem reflete mais a liberdade de pensamento, do que um desvio de caráter.
http://www.solbrilhando.com.br/Teens/Tatuagens_e_P/Tatuagem_Historia.htm

One Response so far.

  1. Olá Monik!
    Quanto tempo hein querida... vc viu né? a gente tava dando um trato no blog.
    huasuhsuahsu

    Otimo o seu texto principalmente a parte que vc cita a tatuagem!

    Beijo na bochecha pra você tbm,
    Até a próxima!

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -