Postado por : Monik Ornellas

O dia começa lindo, e de repente por um fato qualquer ele começa a ficar nebuloso, ou, ele já começa nebuloso... Em qualquer uma das situações eu corro atrás para que o dia melhore de qualquer jeito, forço a barra mesmo!


Eu sou uma criadora de dias bons!!! Rsrs

Criei para mim uma filosofia que por trás de qualquer situação ruim ou difícil, há um aspecto positivo, então, a partir desse princípio quando caio num buraco qualquer começo a me debater na busca desse aspecto que criei.

Com isso, desenvolvi “ganchos felizes” que me tragam para um ponto diferente dentro da realidade, o que significa exatamente, mudar minha vibração, meu estado de ânimo, minha percepção ou o nome que você quiser dar, e com isso mudo a forma de interagir com as situações.

Criei um estoque diversificado de ‘ganchos felizes’ como: músicas, frases, alarmes, imagens e pensamentos.

Música tem um forte poder de mudar qualquer ânimo, mas você tem que estar predisposto a se abrir para ela, tem deixar aquela ‘vibe’ entrar. Gosto de usar músicas ‘alto astral’, daquelas que no meio da melodia você já começa a bater o pezinho, balançar o bracinho, e no final já está querendo dançar que nem um louco pela casa, se isso acontecer o objetivo foi alcançado, rs. São músicas feitas para qualquer mau humor sair correndo! Sou uma colecionadora delas, meu mp3 que o saiba! Também uso imagens maravilhosas no meu desktop, só de olhar já me sinto relaxada.

Parece coisa de doido (e não to nem aí para isso), mas eu uso alarmes para me lembrar sempre que a ‘vida é bela’. É muito interessante que isso parece uma coisa boba, non sense, mas esses alarmes já me pegaram em momentos cruciais onde aquele lembretinho fez toda diferença para uma nova tomada de rumo.

Outra coisa é a respiração. Eu adoro respiração. Depois que descobri os benefícios de se respirar bem não parei mais. Ela solta dores, doenças, ansiedades, resolve problemas e uma infinidade de coisas que jamais entenderíamos que uma ferramenta tão simples e disponível faria, sendo assim eu uso a respiração em qualquer momento, principalmente quando sinto que as coisas estão degringolando e eu começo a descer a ladeira.

Agora, há uma diferença em querer realmente mudar um dia ou uma situação e entrar no automatismo das coisas. Por exemplo, tem gente que reclama das situações, mas de certa forma se alimentam dessas situações, pelo simples fato de terem algo acontecendo em suas vidas, logo, excluir ou resolver o problema é também anular o movimento, mesmo que esse movimento seja negativo. Elas se sentem vivas e ‘resolvedoras’ de problemas cada vez mais complexos. Essa necessidade de ser ‘solicitado’ que as pessoas têm é uma baita sedução, enfim!

Então, para que um ‘ganho feliz’ tenha realmente efeito é preciso que você deseje realmente mudar sua forma de interação. Os ganchos são para mudar a NOSSA forma de percepção e interação e não a resposta dos outros. É muito importante que você entenda isso: quem muda é você, logo, as pessoas, os resultados e situações podem ser os mesmos, mas é você quem passa a interagir de um ponto de diferente com eles. Um ponto mais tranqüilo e equilibrado.

Outra coisa importante, é perceber quais ‘ganchos’ combinam você, ou melhor, quais criam efeitos verdadeiros, quais conseguem de verdade mudar alguma coisa dentro de você, cada um tem o seu. Então, se você acha interessante passar a mudar as coisas, comece a se pesquisar: o que me traz uma sensação boa? O que me deixa mais feliz? E crie não só um, mas vários ganchos porquê tem dias que parece que nenhum vai dar certo, masss, é só uma questão de você querer e achar aquele que te ‘toca’. Agora por favor, crie ‘ganchos felizes’! Não coloque aquela música que meche com você, mas de uma forma tosca, tipo, te tira de uma estado de raiva para um de melancolia! Fala sério!

Isso é um trabalho constante, você começa a ter verdadeiros resultados quando cria o hábito de correr atrás do seu equilíbrio e pela opção deliberada de interagir com o meio de outras formas.

Você pode ver tudo como todo mundo, ou, criar a sua própria forma de ‘ver’. Você escolhe!





2 Responses so far.

  1. Oi amorrrrrrr!!! Que saudade!!! Adorei acordar e ler sua postagem sobre o dia bom e dia ruim. Adorei a parte dos alarmes. Vou começar a usar esta técnica hoje mesmo. Você está ótima! Parabéns. Muita saudade. Beijossssssss

  2. Oi lindíssimo!
    Também cheia de saudades!
    Que visitinha maravilhosa, obrigada!
    Bjs!

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -