SenSo InComum: “ Uma Andorinha Só não faz Verão”



Pensando nesta frase me remeto à infância quando na primeira vez que a ouvi eu me pus a pensar: por que uma andorinha só não faz verão?

Claro que percebo sentido funcional da frase pois a usamos quando queremos dizer o quanto é bom trabalhar em equipe ou quando queremos convencer alguém que aceite trabalhar em grupo, saindo do ostracismo ou do individualismo, pois o que é feito em conjunto é muito mais produtivo e as possibilidades se multiplicam. No entanto, quantos de nós neste exato momento não usamos essa história de andorinha sozinha para simplesmente não fazer absolutamente nada?

Sabemos que um trabalho coordenado de diferentes setores da sociedade caberia perfeitamente na frase que se iniciou aqui. Que bom seria se todos os governos (municipal,estadual, federal) trabalhassem como andorinhas anunciando muitos verões iluminados para todos. Sem falar nos deputados, senadores...

Criticamos que ninguém faz nada, que as pessoas não se preocupam mais umas com as outras, enfim. Uma andorinha é um pássaro e os pássaros não possuem identidade . É um grupo e ponto. O mesmo não acontece conosco seres humanos, cada um é ser singular, e, é nesta singularidade de cada ser que podemos expandir quando partilhamos atos, pensamentos e ideias formando um grupo de “andorinhas”, nos tornando, assim senhores criadores de verões.

Nada impede de uma andorinha fazer verão, ou pelo menos começar um, quando esta acredita em seu potencial, acredita em suas ideias . Grandes projetos se iniciaram com uma “andorinha”: depois veio outra, e outra, mais outra... cada uma com seu aspecto, seu jeito singular tornando os verões multicoloridos, multifacetados, muito mais divertidos e eficazes.


Não espere o chamado de outras “andorinhas”. Desperte a que há dentro de você e comece um verão interno mesmo que em meio a tempestade.


por Andréa Oliveira

(Não esqueça de confirmar a solicitação em seu e-mail)

Comentários