Postado por : Monik Ornellas

Há um dilema na humanidade: como ser sincero e educado ao mesmo tempo? Isso combina? Até que ponto estamos realmente prontos para ouvir a verdade que vêm outro?


Eu não sei por que, as pessoas ainda acham que não podem falar o quê pensam, quando vivemos um tempo de tanta liberdade e expressão! “Mas, se eu realmente for falar aquilo que penso, as pessoas não irão mais falar comigo, ficaram magoadas, por que só penso tosquices...”, sinceramente, por que você deseja esse tipo de pessoa na sua vida, por que alimenta relações de meias-verdades? E além do mais, tem diversas pessoas que ganham muito bem dando vida às suas tosquices, você prefere ser um tosco expressivo ou um tosco entalado e duro?

Pessoas polidas, tem que conviver com pessoas polidas, para morrerem todas juntas reclamando das mesmas dores de estômago e crise lombar. Nem o corpo as suporta.

Diga não à hipocrisia, por um pouco de Autenticidade!

Hipocrisia, nosso mundo não precisa mais disso. Mas veja, a hipocrisia começa primeiro dentro da gente, quando não nos colocamos perante as situações com um medo ferrado de ser julgado, mal entendido ou mal visto. Besteira!

Isso cansa...
Essa foi uma preocupação minha durante muito tempo, e uaaaau, estou me libertando dela. Não gostou? Clica no próximo blog! Simples assim, tranqüilo assim, libertador assim. E se ninguém me ler? Por tanto tempo ninguém leu mesmo, e nem por isso morri, muito pelo contrário, fui conduzida para essa sensação gostosa de liberdade de expressão que me assola agora.

Não podemos escolher como os outros irão nos ver, não dá para controlar isso, fora que, o outro também tem lá as zique-ziras dele e muito provavelmente está tão preocupado quanto você em ser aprovado e amado pelos outros dele. Daí, vira uma 'salada de embotados', onde ninguém se expressa e fica todo mundo só navegando na superfície de si mesmo. Entenda, não é embate, não é discussão, muito pelo contrário, É escolha, e é possível compartilhar isso de forma tranquila.

Todos temos alma de tomate, mas a maioria vive a vida inteira como couve-flor.
É optar pelo caminho que é seu, mesmo sem saber se é bom ou ruim, certo ou errado e não o que a manada está seguindo. É somente uma questão de escutar a si mesmo que nem um João bobão e ir se divertindo, falar, fazer e seguir aquilo que nossa vontade pede.

Por que expressão é expressão, é falar, é fluir, é deixar ir e não dá para fazer isso se estiver preocupado se as pessoas vão gostar ou não. 

Ou você se expressa, ou você se tolhe.

Fato: a primeira pessoa a não gostar e julgar ferozmente o você que faz, é você mesmo. Se esse julgamento for forte e contundente o bastante, logo, atrairá pessoas que reforcem isso desmerecendo o que faz. É só reflexo, espelho ácido que não reflete de forma alguma, a beleza e a verdade da sua expressão.

Tenho percebido que várias pessoas andam ‘broxas’ ou ‘frígidas’ para a vida, e acho que isso vêm da ausência de expressão delas e do excesso de preocupação com o "sim" externo.

Desperdício de talento!





(Não esqueça de confirmar a solicitação em seu e-mail)

5 Responses so far.

  1. Vivaaaaaaaaaa, Monik!!!!!!!!! Falou, garota!!!!!!!

  2. Gostei muito do seu blog. Ótimos posts.

  3. Valeu Rosa! Obrigada e volte sempre!

  4. Anônimo says:

    Ótimo post, tb estou na fase de falar o que tenho vontade, fazer o que tenho vontade, doa a quem doer;.

    ótimo blog

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -