Postado por : Monik Ornellas

Esse post não é propriamente um manual, mas gostei tanto desse título, que é com ele que irei “vestir” essas palavras.

Adendo:
Alguns amigos reclamam que às vezes eu demoro a postar, o que acontece é que eu não sigo os  “10 passos de como ter um blog super movimentado e famoso”, logo, não faço arquivos de posts, eu me inspiro e publico. Já até tentei fazer um baú de posts, mas não deu certo, e sinceramente, adoro essa sensação de idéias fresquinhas e pulsantes que precisam sair da cachola e ganhar um ‘espaço’ para elas.

Nem fazendo isso resolve, a comunicação está em vários níveis.

Mas então, foi que essa semana estive interagindo com váaaarias pessoas na divulgação do lançamento dos produtos da Aromas e por diversas vezes escutei: “Ah, não tô sabendo nada não, não conecto nessa coisa de comunidade, é muita fofoca!”.

Ok, eu entendo a escolha de cada um, mas nesse caso foi cada “uns”! Mais de 10 pessoas ao longo de uns 15 dias me mandaram essa letra. Muito bem, eu tenho dois assuntos a abordar dentro disso: um é o da “tecnofobia”, sobre essa galera que tem neura com a própria privacidade e se recusa a conectar e o outro é o da fofoca em si, que acho ser um assunto que nem “peito e bunda”: todo mundo reclama do excesso de exposição,  mas adora ler e ver sobre. Hoje faço o da fofoca, e quando a criatividade bater, em algum dia, faço o da tecnofobia.


Eu já falei sobre a inveja, mas nunca escrevi sobre a fofoca (acredito eu). Engraçado ou não, um dos botons que mais venderam da Campanha “Pequenas Atitudes” foi esse que ilustra o post, o “Não Fomente Fofoca”, porque será?

Normalmente, ou as pessoas são fofoqueiras e não sabem (nem admitem que são), ou, se sentem alvo de fofocas, o que é a mesma coisa. Quem tem ojeriza de fofoca é um tipo de fofoqueiro enrustido – o mesmo princípio da inveja – e ao mesmo tempo um ‘dependente inconsciente’ dela.

Vejo algumas pessoas sempre metidas em rolos, mal entendidos e reclamando que fulano falou isso, entendeu aquilo e uma pá sem fim de ausência de boa comunicação.

Fofoca é um misto de má comunicação, máscaras e carências.
É principalmente, um papo de quem não escuta a si mesmo.

É como um jogo, temperado pela futrica, misturado à atração fatal que muita gente nutre por um bafafá. Poucos admitem que falam, outros o fazem mexendo seus pseudo-paus por detrás dos panos e, normalmente quem ‘fala mesmo’ é que entra como bode expiatório dos anteriores. Mas, fofoca não é papo do “eu sozinho”, o nome disso é meditação, respiração consciente. Fofoca é no mínimo um papo de três, porque mesmo que duas destilem o veneno, é necessário uma terceira para receber a dose.

Um bom fofoqueiro presta um grande serviço ao ego alheio, seja a falácia boa ou má, atenção é atenção de qualquer forma. É que nem o amor, algumas pessoas vêem seus pais se matando e crescem acreditando que “amar é sofrer”, logo, “falem mal, mas falem de mim” é um lema inconsciente de muitos que tem necessidade desse tipo de atenção, mas, reclamam da língua solta alheia, não sabendo que a sua é presa por comedimento, pois por dentro eles queriam mesmo era largar o verbo!

Quantos dedos mesmo que apontam de volta?
Muito bem, na verdade, a fofoca existe por causa do julgamento. Nós temos o péssimo hábito de olhar os outros com os conceitos que SÓ SERVEM PARA NÓS, daí a garota com a saia curta se torna uma “prostiranha”, a mulher que se permite sair com quem quer quando o próprio desejo grita, uma “libertina”, aqueles que são bem sucedidos, “metidos e soberbos” e por aí vai. Toda fofoca advém do julgamento, dos conceitos que a sociedade coloca como certo/errado, e que nós assinamos embaixo como plausíveis. A galera adora ficar falando que a “sociedade impõe”, mas isso é uma grandíssima mentira, a qualquer momento podemos optar por ‘lentes de visão’ diferentes sobre os fatos da vida.

Agora o legal disso tudo, é que por trás da fofoca sempre há admiração. Meu desconfiômetro fica em alerta quando escuto alguém falando malvadamente de outra, pois isso me soa como recalque e, recalque ou inveja são uma forma admiração velada ao avesso. Ao invés de admitir que a pessoa faz, tem ou é aquilo que você gostaria de fazer, ter ou ser, mas (ainda) não fez, não teve e nem se tornou, prefere-se difamar a imagem alheia.

Estou fazendo alusão às fofocas pejorativas, porémmm, existem excelentes fofocas que não só podem, como devem ser espalhadas como: projetos, notícias boas, idéias interessantes, posts maneiros, aquele seu amigo que faz um serviço ou vende um produto super legal. Essa é uma boa “fofoca branca”!

Esse tipo de curiosidade é uma M!

Eu acredito que ser fofoqueiro é como ser um viciado, pois a fofoca movimenta tanta energia que a pessoa fica meio que viciada e impregnada disso, vide jornais, revistas,  sites  e os tais virais, que sobrevivem da curiosidade mórbida humana em relação à vida alheia.

Podemos mover nossa curiosidade em relação à certas pessoas afim de encontrar aquelas que mais se afinizam à nós de forma a construir amizades, parcerias ou pontes de comunicação.

Resumindo: A fofoca "preta" é um grande desperdício de foco, criatividade e energia, pois todo tempo e energia gastos para falar e julgar os outros, poderiam ser direcionados para criar e fomentar idéias próprias. E como tudo é um espelho sem aço, quando falamos dos outros estamos mordendo o próprio rabo.

Agora, pratique a fofoca branca e espalhe esse post para os fofoqueiros da sua rede, quem sabe não fazemos um viral anti-fofoca... Meio controverso, não? rs

2 Responses so far.

  1. Olá Menina!
    Adorei o post. Vou espalhar fofoca branca. Risos
    Abraços

  2. Mande ver! Vamos abrir um portal da Fofoca Branca, só coisa boa a ser divulgada e o que o outro faz da vida dele não nos importa! rsrsrsrsrs

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -