Postado por : Monik Ornellas

Você faz parte de uma rede Social ou Anti-social?

Está afim de compartilhar coisas, pensamentos, reflexões e atitudes, ou quer cagar regra sobre o comportamento alheio?

Veja bem, se você vai à um boteco, encontrará diversos tipos de pessoas: das falantes, das fofoqueiras, dos calados, dos tímidos, dos políticos, dos night clubbers, e etc eternamente. É óbvio que num boteco, não dá para conhecer uma pessoa como numa rede social, onde acabamos por saber aquilo que "faz a sua cabeça". Por vezes, num bate papo de botequim temos um leve vislumbre sobre quem é aquele ser humano. Numa rede social, não.

Mas então, você troca figurinhas e adiciona o indivíduo ao Facebook, por exemplo. Com o tempo, descobre que ele ou ela é "superficial", político, tem uma religião que bebe sangue de bichos e louva seu deus plantando bananeira, fuma cigarro de orégano, vive pelado, come mosca, #fodaseoqueelefaz............

E daí, cria-se aquela putidão interior por aquele ser humano ser do jeito que ele é? WTF????

Orasporra! Para quê, você está numa rede sociaaaal?

Para todo mundo ser igualzinho à você?
Para corresponder às suas expectativas pessoais de mundo perfeito, quando nem mesmo você as corresponde?
Para só falar o que você gosta de ouvir?
Só postar foto que te agrada?
Você quer que a pessoa reduza a própria expressão pessoal, para que você se sinta confortável no seu mundinho-julgador-de-merda?

Fala sério! Ou tu acha que só você é inteligente, interessante e posta coisas legais?
Então cria aí vários fakes e se adiciona, porra!

O nome chama R E D E  S O C I A L, porque cada um dispõe de uma timeline, pessoal e intransferível, onde tem o direito de postar a merda que fizer a própria cabeça.

Da mesma forma, existem botões de bloqueio e exclusão para atualizações que não fazem a nossa cabeça. Agora, achar que as pessoas tem que mudar porque, eu ou você, não gostamos do que publicam? O nome disso é ditadura.

Seria absurdamente sem graça, só ter pessoais "legais" na minha timeline. É claro, tem umas que são pentelhas pra caramba e me reservo o direito de não tê-las como "amigos", o mesmo direito está aberto a todos nós.

Não seria legal, observar o jeito como o outro é? Quanto mais aceitamos os outros, do jeito que são, mais aceitamos a nós mesmos, até porque tá todo mundo no mesmo balaio de gato e somos - mesmo que você não queria aceitar -, espelhos uns dos outros.

A globalização está aí para isso: cada um ter a sua expressão, e por meio dela vamos crescendo e nos transformando.

A terra é composta de uma infinidade culturas, conhecer e interagir com elas, é super produtivo. Cada pessoa é um universo pessoal único.

Não curtir um e outro, dar uma limpada na timeline de vez enquanto é maneiro, agora rotular deus e o mundo, só me diz o quanto você não aceita a sua própria expressão.

Licença Creative Commons

Creative Commons License
Bitola Humana by Monik Ornellas is licensed under a Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://consciencianarealidade.blogspot.com.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.

Verborragia em ebook, compre já o seu na Amazon.
10 frases do dia-a-dia que influenciam sua vida.

Curta!

Mais lidos

Seguidores

Assine o Bitola por E-mail

- Copyright © Bitola Humana -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -